Nov/Dez - 2020 nº 219

4 erros que os empreendedores não podem cometer

Existem muitas armadilhas na jornada empreendedora; conheça algumas delas e previna-se.

Não é segredo para ninguém que o caminho do empreendedorismo possui alguns obstáculos. Afinal de contas, lidar com o cotidiano, com a gestão de pessoas e processos e administrar as contas do negócio, entre outras atividades, não são tarefas simples. Tudo isso requer atenção plena às boas práticas de gestão e ao gerenciamento correto de recursos – tanto financeiros quanto de tempo e talentos.

Para auxiliar os empreendedores nessa caminhada, trouxemos neste texto quatro erros muito comuns que os donos de negócios não podem cometer. Atente-se a eles e saiba o que fazer para não praticá-los.

1. NÃO TER CONHECIMENTOS SUFICIENTES SOBRE O SEU PRÓPRIO CONSUMIDOR

Diversos empresários, talvez por um excesso de confiança com relação ao segmento em que atuam, julgam conhecer seus clientes suficientemente para qualquer ação ou tomada de decisão. Em muitos casos, esse conhecimento não é o bastante para promover a satisfação do consumidor, e o negócio acaba sendo prejudicado.

Por isso, o empreendedor precisa ter uma mentalidade centrada no cliente. É necessário saber seus gostos, suas preferências e suas dores. Alguns questionamentos podem ajudar a conhecer melhor o seu consumidor:
• Quais são as dores e motivações para a compra da solução?
• Quais são as funcionalidades mais atrativas da solução?
• O que meu cliente leva em consideração na hora de realizar uma compra?
• Qual a linguagem mais apropriada para me comunicar com o consumidor?
• Quais são os canais e as estratégias mais eficientes para falar com o potencial cliente?

Por meio das respostas a esses questionamentos, será possível conhecer melhor o consumidor e, dessa forma, agir estrategicamente para conquistá-lo.

2. AUSÊNCIA DE FOCO NAS ESTRATÉGIAS DA EMPRESA

Em muitas empresas, principalmente as que estão em seus primeiros anos de existência, é comum um número expressivo de tarefas a serem feitas. Dedicar-se à realização de todas essas atividades é fundamental para que o empreendedor enxergue a real situação do negócio e defina os próximos passos.

Infelizmente, vários empresários se perdem em meio a esse turbilhão de tarefas e se esquecem das estratégias para a empresa. Por isso, procure manter o foco nos planejamentos do negócio, tendo sempre um norte estratégico para que se possa pautar as tomadas de decisão e o cumprimento dos objetivos propostos.

3. CONSIDERAR “ACHISMOS” COMO SE FOSSEM CERTEZAS

Outra situação que acontece muito na jornada empreendedora é o empresário assumir seus achismos como certezas. E o pior: baseado nisso, tomar decisões e investir recursos sem qualquer evidência de que tais premissas são verdadeiras.

Não que os achismos devem ser todos descartados – muito pelo contrário. Existem ideias que, embora ainda não tenham validação no mercado, são promissoras e merecem atenção. O que o empreendedor precisa fazer é assumir esse achismo como uma hipótese, algo que ainda será testado e que, por isso, deve demandar pouco investimento e mais agilidade.

Somente após esse processo, e com evidências de que a “hipótese” pode, de fato, agregar ao negócio, o empresário deve seguir para as outras fases de validação e assim fazer maiores investimentos de tempo e dinheiro.

4. DAR ATENÇÃO ÀS MÉTRICAS ERRADAS

Os números de um negócio podem muitas vezes encantar os empreendedores, mas é preciso cuidado. Isso porque se o empresário foca nas métricas erradas, que inicialmente parecem até boas, ele tem grandes chances de se iludir com números que não traduzem a realidade.

Vamos a dois exemplos: uma empresa pode ter um número expressivo de downloads de seu aplicativo, devido a alguma ação de marketing ou promoção, mas com uma baixíssima taxa de uso. E aí, adianta o cliente ter o aplicativo da sua empresa, e não usá-lo?

Outro exemplo diz respeito às redes sociais. Do que adianta ter milhares de seguidores na página da instituição, se não há engajamento entre cliente e empresa? Números podem muitas vezes enganar e levar o empresário a cometer diversos erros, prejudicando o negócio. Por isso, cuidado!

Como mencionamos, lidar com todos os processos que envolvem a atividade empreendedora não é fácil. No entanto, com muito aprendizado e dedicação, é possível ter um negócio de sucesso. Fuja desses erros tão comuns na jornada empreendedora e trabalhe sempre com planejamentos sólidos e boas práticas de gestão.

Fonte: https://bit.ly/3oTeBgA


 

Sindilav Notícias 219


edições anteriores »