Jul/Ago - 2020 - nº 217

Editorial – Começamos a recuperação

As lavanderias estão começando a voltar ao normal, mas os especialistas lembram que, para os níveis de consumo voltarem ao normal, são necessárias no mínimo seis semanas, a partir do início da recuperação. Novas experiências e novos hábitos adotados pelo consumidor devem ser observados pelos empresários de lavanderia, que devem se adaptar e adaptar sua empresa.

Ainda segundo o Banco Mundial, que analisa os impactos da pandemia na América Latina, a atividade econômica brasileira deve encolher cinco por cento este ano, devido à crise do novo coronavírus. Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), as pequenas e médias empresas devem ser as mais atingidas com as medidas adotadas contra o vírus.

Outro fato importante é o governo não pensar em aumentar os impostos, neste momento. O aumento de qualquer imposto põe em risco as chances de recuperação financeira das empresas, que tentam equilibrar as baixas receitas com os gastos fixos e variáveis, para manter os negócios funcionando.

Portanto, planejar é necessário, mas ninguém sabe ao certo como vai se portar o consumidor daqui para a frente.

José Carlos Larocca
Presidente do Sindilav


 

Sindilav Notícias 217


edições anteriores »