Mai/Jun - 2018 - nº 204

Editorial – A consciência social

Editorial

Nota-se atualmente entre as empresas, inclusive as de lavanderia, uma crescente preocupação com a sustentabilidade, a preservação do meio ambiente e outras questões que afetam a vida de todos nós. E esse tema tem sido há muito debatido pelo Sindilav.

Cada vez mais, os consumidores se preocupam com a qualidade dos produtos que consomem e com a qualidade dos serviços que lhes são prestados.

As entidades de classe têm insistido, junto a seus associados e filiados, para que fiquem atentos ao modo como têm desenvolvido suas atividades profissionais, especialmente junto a seus clientes que, cada vez mais, estão menos tolerantes com a qualidade do serviço que lhes é prestado.

Assim, com o mercado cada vez mais exigente, as empresas têm de ter consciência social, significando ter conhecimento suficiente sobre a realidade atual, e conhecimento do impacto de suas atividades na vida das pessoas e da sociedade em geral.

Em sua essência, ao desenvolverem suas atividades, as empresas estão participando individualmente de algum projeto transformador, seja ele comercial ou de prestação de serviços.

E precisam, ainda, ter consciência que enfrentarão inimigos poderosos, como a cruel competitividade e o uso não responsável de água e energia.

Portanto, fiquem certos que todos nós, comerciantes e prestadores de serviços, estamos sendo fiscalizados não só pelo mercado, mas, com certeza, também pelos nossos próprios clientes. Sendo assim, precisamos divulgar nossos atos a favor do meio ambiente.

José Carlos Larocca
Presidente do Sindilav



edições anteriores »